Homem acusado de divulgar fotos íntimas e de cárcere privado é condenado em Blumenau

O homem está preso desde o dia 7 de junho deste ano no Presídio Regional de Blumenau, onde permanece até o momento

0
3
Imagem ilustrativa

Um morador de Blumenau foi sentenciado a pena de quatro anos, sete meses e 20 dias de reclusão, inicialmente em regime semiaberto, após ameaçar, manter a ex-companheira em cárcere e ainda criar perfis falsos nas redes sociais com o objetivo de divulgar fotos íntimas e causar humilhação ao indicar que ela seria garota de programa. As ameaças verbais e por mensagem de celular contra a mulher e a avó dela iniciaram em março deste ano. Dois meses depois o homem de 26 anos manteve e vítima em cárcere privado.

Para supostamente receber doações de roupas para a filha deles, um bebê de quatro meses, a mulher de 21 anos foi até a residência de amigos do réu e ao chegar ao local foi agredida e ameaçada. Ela ainda teve o celular confiscado pelo réu, mediante coação física e psicológica, sendo impedida de sair da residência. Para conseguir deixar a residência, a mulher fingiu fazer as pazes com o ex-companheiro, que só permitiu a saída do local desde que a bolsa e o celular dela permanecessem como garantia de que ela retornaria com o bebê.

O ex-companheiro chegou a criar quatro contas (perfis) falsos em nome da ex-companheira em redes sociais (Facebook e Instagram) e através deles divulgou fotografias da vítima nua. Ele se aproveitou da relação íntima de afeto para se vingar da mulher, pois ela se recusava a reatar o relacionamento, que teve fim um mês antes do início das ameaças. O homem está preso desde o dia 7 de junho deste ano no Presídio Regional de Blumenau, onde permanece até o momento.

O processo tramita em segredo de Justiça na 2ª Vara Criminal da Comarca de Blumenau. Da decisão, ainda cabe recurso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui